Reflexões sobre a alfabetização científica e nossas escolhas do dia-a-dia


bookmark_border Favoritos

Como o ensino de ciências se relaciona com a vida cotidiana? O conhecimento básico das ciências permite a formação de cidadãos mais integrais, críticos e preocupados com seus hábitos de consumo e com o bem-estar do planeta.




share Compartilhar expand_more

Supermercado

Todos os dias as pessoas estão expostas a um grande volume de informações, muitas delas comerciais. Por exemplo, os produtos cosméticos listam ingredientes como colágeno, extratos de plantas particulares e muitos outros, enquanto os alimentos afirmam orgulhosamente serem livres de gordura trans, sem glutamato monossódico ou sem adição de açúcar. Um usuário pode pensar que se está incluso na publicidade é porque é algo benéfico, ou melhor do que outros produtos, mas será que é mesmo? Quais são os benefícios ou riscos que esses ingredientes carregam?

Loja de cosméticos
Não se espera que alguém conheça e entenda as implicações de tudo o que é mencionado nos produtos que consumimos, mas espera-se que as pessoas questionem a relevância dessas substâncias. Espera-se que o pessoal não se deixe deslumbrar ou assustar com os seus nomes, e vá um pouco mais longe: descubra em que consistem e se realmente há fundamento para a publicidade que nos vendem. O conhecimento básico para saber do que estão falando e poder pesquisar e entender melhor deve vir das aulas de ciências na escola.

Como outras disciplinas, a ênfase das aulas de ciências pode ser ensinar a história da ciência, os produtos da ciência, ou a metodologia científica, ou seja, como a ciência é feita. A maioria dos programas das disciplinas de ciências acaba sendo uma mistura dos três. A questão fundamental é: o que esses conhecimentos e habilidades trazem para os alunos?

Sala de aula
Ensinar os métodos da ciência, formando sementes de cientistas, pode ser útil para aqueles alunos que decidem continuar com uma carreira profissional na ciência. Mas mesmo para os alunos que não seguem carreiras científicas, conhecer esses métodos é relevante para entender que quando os cientistas fazem afirmações, não são opiniões ou suposições, mas sim conhecimentos sustentados por evidências sólidas e aceitos pela comunidade científica. Claro, pode haver cientistas tendenciosos, ou pesquisas não tão fortes, e é por isso que a validação de outros cientistas é tão importante.

O conhecimento dos produtos da ciência pode ser apenas por curiosidade, mas, melhor ainda, pode ajudar a desenvolver uma compreensão do funcionamento do mundo físico e natural que nos cerca. Esta segunda parte não é pouca coisa. Somos seres vivos e entender o funcionamento do nosso corpo é necessário para levar uma vida saudável, entender as doenças e seus tratamentos, entender alguns princípios básicos de como funciona nosso meio ambiente, os aparelhos e veículos que são tão necessários em nossas vidas, o clima, os ecossistemas, as estações do ano….

Sistema de reciclagem
Conhecer a história da ciência pode contribuir para as duas abordagens anteriores: saber como foi construído o conhecimento que agora temos, quais foram os desafios e dificuldades e como foram superados, e ter uma visão das conquistas antes mesmo de haver um desenvolvimento tecnológico muito avançado, maravilhando-nos com as possibilidades da engenhosidade humana e seu alcance. Também nos faz ver que a ciência está intimamente ligada às condições sociais de cada tempo e lugar, o que promoveu alguns desenvolvimentos científicos enquanto dificultava outros, mostrando como a ciência não é completamente objetiva como às vezes se mostra, e que seu desenvolvimento depende do contexto em que ocorre.

Em termos práticos, muitos estudantes universitários não seguirão carreiras científicas, porém, sua formação científica é essencial. O mundo precisa de pessoas ponderadas e críticas sobre as informações que recebem e capazes de tomar decisões com base nessas informações. É disso que se trata a alfabetização científica nas escolas: não apenas treinar cientistas que são produtores de conhecimento ou historiadores da ciência, mas treinar cidadãos que tenham compreensão suficiente da ciência e seus métodos para examinar as informações e evidências apresentadas pela ciência e que possam tomar decisões que contribuam para o seu bem-estar e o da sociedade.

Feira do Livro-Argentina

Isso foi útil?




library_booksVersão PDF



event_available Lançamentos

alarm_onNotificações

expand_more bookmark_border Favoritos
"