Declínio global alarmante de peixes migradores nos últimos 50 anos

O relatório da “Fundação Mundial de Migração de Peixes”, chama a atenção sobre as ações que podem parar o declínio dos migradores antes que seja tarde.


Formas de participação


share Compartilhar expand_more

Os fungos como substitutos potenciais do couro

O material derivado da biomassa de fungos apresenta características similares às do couro de animais e daqueles produzidos de forma sintética. Sua fabricação é mais barata, benéfica para o meio ambiente e, ao fim de sua vida útil, é biodegradável.

Isolamento social em tempos de pandemia reduz temporariamente as emissões de gás carbônico

A redução das atividades humanas devido ao isolamento forçado durante a pandemia da COVID-19 tem apresentado alguns efeitos na qualidade ambiental, em nível mundial.

Apesar do baixo investimento, universidades de América Latina resolvem problemas associados à COVID-19

Embora com baixo investimento do governo, universidades de América Latina desenvolvem equipamentos necessários para combater a crise da COVID-19, como respiradores e testes rápidos para detectar a doença.

O que está acontecendo na maior selva do mundo durante o período de isolamento pela COVID-19?

Enquanto boa parte da população da América de Sul permanece em isolamento pela COVID-19, a floresta amazônica desaparece aceleradamente no Brasil e na Colômbia.


event_available Lançamentos

loyaltyInscreva-se

Sobre morcegos, pangolins e a COVID-19

A COVID-19, assim como outras doenças graves, teve sua origem relacionada à proximidade entre seres humanos e animais. Entenda porque poderíamos não estar vivendo esta pandemia.

Invasão de espécies e aquecimento global: um desafio duplo na Antártica

A combinação do aumento da atividade humana na Antártica com as mudanças climáticas reduzirá as barreiras à invasão de espécies nesse ecossistema.


Origem da Revista Bioika

Recomendações e fontes de informações confiáveis sobre o coronavírus (COVID-19) para América Latina

Compilação de fontes, ferramentas e recursos para informações a respeito do coronavírus (COVID-19). A partir dessas fontes, você pode conhecer, seguir e divulgar notícias e orientações das autoridades sanitárias sobre as diversas formas de prevenção.

Gramíneas invasoras aumentam o risco de incêndios florestais

Estudo mostra que as plantas gramíneas invasoras aumentam a frequência de ocorrência de incêndios tanto quanto as mudanças climáticas.

O aquecimento global coloca em risco a produção de alimento em diversas regiões do mundo

Pesquisa detecta diminuição na produção agrícola sob efeitos das mudanças climáticas e indica quais áreas geográficas e tipos de culturas estão em maior risco.

Universidades Brasileiras fazem parte do ranking global de equilíbrio de gênero na pesquisa

A representatividade das mulheres nas pesquisas científicas ao redor do mundo tem aumentado nos últimos anos. No ranking mundial, as Universidades da América do Sul se destacaram principalmente a Universidade Estadual de Maringá – Paraná, que ocupou a segunda colocação.

200 mil vírus são descobertos nos oceanos e podem ser aliados no combate ao aquecimento global

Apesar de pequenos, os vírus desempenham relevante papel nos ecossistemas marinhos, nas cadeias alimentares e na regulação climática.

Austrália: pela primeira vez um país tem no cerne de suas eleições os efeitos das mudanças climáticas

Na Austrália, os eleitores exigiram comprometimento de todos os candidatos que participaram da eleição realizada no dia 18 de maio. O principal compromisso foi com relação às estratégias para controlar as mudanças climáticas e amenizar os efeitos na agricultura e pecuária do país.


Angelo Antonio Agostinho

Biólogo, PhD em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (1985), professor da Universidade Estadual de Maringá, membro do conselho consultivo do Instituto Nacional de Limnologia e pesquisador 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Brasil.

attach_file Curriculum vitae

O clamor pela sustentabilidade

Muitos países, principalmente os da União Europeia, importam matéria prima (como recursos minerais, vegetais ou agrícolas) de países em desenvolvimento. Para tal comércio, exigem que os países exportadores também tenham práticas sustentáveis fundamentadas nos princípios de respeito ao meio ambiente, aos direitos e à dignidade humana.

Palestra TED "5 políticas transformadoras para um mundo próspero e sustentável" por Johan Rockström Palestra sobre como podemos construir um futuro sólido sem destruir o planeta, do especialista em sustentabilidade Johan Rockström, no qual ele explica o modelo Earth3.

Rios que voam sobre nós: uma das glórias da Amazônia

Os Rios Voadores sustentam diversos ecossistemas de vários países da América do Sul. Prestam enormes serviços ambientais como o abastecimento de reservatórios e hidrelétricas, além do fornecimento da maior parte da água que fomenta as cadeias produtivas associadas à agricultura e pecuária.

Evidências apontam que estamos ingerindo microplástico

As primeiras evidências de microplásticos nos organismos humanos trazem novamente o alerta sobre as consequências do uso exagerado e descarte incorreto de plástico.

A biodiversidade pode conter a chave para a regeneração do coração humano após infarto

A capacidade de regeneração do músculo cardíaco após um infarto está associada a partes do genoma do peixe, que também estão presentes nos seres humanos.

Patrimônio cultural da humanidade ameaçado pelas consequências do aquecimento global

O derretimento do gelo na Antártida está elevando o nível do mar, podendo causar o desaparecimento de monumentos históricos localizados em cidades litorâneas.

A crise da água no mundo

A água representa um dos recursos naturais mais importantes para a humanidade, assim como para os demais seres vivos. A crise mundial da água coloca em risco todo o planeta, afetando os ecossistemas aquáticos e terrestres e, consequentemente, bilhões de pessoas pela falta de água potável e condições sanitárias inadequadas.

Povos do Xingu: Um Exemplo de Defesa Ambiental

Rio Xingu: pertencente ao ecossistema Amazônico está enfrentando grandes ameaças de empresas hidrelétrica e mineradora. Porém, indígenas, ribeirinhos e pesquisadores lutam pela manutenção da vida deste rio e das populações que dependem dele para a sobrevivência.

Protetor solar: protege quem?

Diversos produtos com a finalidade de proteção aos raios ultravioleta apresen-tam uma substância química prejudicial aos recifes de coral. Devido a isso, le-gisladores do Havaí buscam a proibição do uso desses produtos para proteger esse ecossistema, que é fundamental para o turismo da região.

Hotspots de biodiversidade: tesouro “preservado”

Existem regiões do planeta que são mais ricas em biodiversidade do que outras, e apresentam um número excepcional de espécies exclusivas. Algumas dessas áreas estão extremamente ameaçadas, sendo conhecidas como “Hotspots de biodiversidade”.

Sombra de Projetos de Leis e Medidas Provisórias ainda ameaçam Áreas Protegidas da Amazônia

O clamor pelo veto das Medidas Provisórias (MP 756 e MP 758) foi amplo, reunindo pesquisadores, artistas, governos, órgãos internacionais, setores do próprio agronegócio e o Ministério do Meio Ambiente. O Palácio do Planalto anunciou o veto integral à MP 756 e o veto parcial da MP 758 em 19 de junho de 2017. Porém, as Unidades de Conservação continuam ameaçadas!

Corais Amazônicos: ecossistema único! Porém ameaçado

Os recifes de coral recentemente descobertos na Foz do rio Amazonas contrariam as condições ideais para a sobrevivência dos organismos, mas abrigam muitas espécies, inclusive espécies ainda desconhecidas pela ciência. Mas sua sobrevivência pode estar ameaçada pela exploração petrolífera na região.

O que perdemos com o desaparecimento das abelhas?

Muito mais do que produtoras de mel, as abelhas são agentes polinizadores. Representam uma das maiores responsáveis pela oferta de alimentos para a humanidade e indispensáveis na manutenção da biodiversidade do planeta. E justamente por isso, seu desaparecimento em diversas localidades é alarmante.

Transgênicos: potenciais riscos à saúde humana e ao meio ambiente

As Multinacionais, que detêm o controle dos organismos geneticamente modificados como os transgênicos, prometem diversos benefícios como aumento da produção e resistência à pragas. No entanto, há indícios de que os transgênicos podem representar ameaça a saúde humana e ao meio ambiente, com a manifestação de doenças e indicativos de perda de biodiversidade.

Mulheres na ciência: "Quando computadores usavam saias"

Muitas mulheres deixaram sua marca na evolução da ciência, tecnologia e na sociedade, poucas foram reconhecidas! Conheça algumas dessas brilhantes mulheres e convidamos outras mulheres geniais a seguirem os passos destas cientistas.

Portaria 445 do Ministério do Meio Ambiente: ferramenta para a conservação de espécies aquáticas

Durante aproximadamente 05 anos, pesquisadores formularam uma lista de espécies aquáticas ameaçadas de extinção no Brasil. Em 2014, esses dados resultaram em uma Portaria que visa proteger essas espécies de forma integral. No entanto, a burocracia e interesses particulares, retardam o processo.

Ameaça escondida no gelo: as consequências do aquecimento global podem estar sendo subestimadas

As consequências do aquecimento global não se restringem apenas às mudanças climáticas. Os solos formados por gelo (Permafrost) na Região Ártica do planeta podem guardar ameaças à vida na Terra.

Oceanos: um mar de plásticos!

O plástico está longe de ser descartável! É altamente resistente, afeta os organismos e demora séculos para desintegrar na natureza. Se continuarmos com os mesmos hábitos de consumo, em 2050 teremos mais plástico do que peixes no mar. Repensar nossos hábitos de consumo é uma forma de não piorar o processo em curso.

Cientistas de todo o mundo “marcham” por mais ciência

Algumas iniciativas de divulgação científica estão acontecendo pelo mundo. Estas auxiliam a chegada do conhecimento até a população e têm por objetivo mostrar à sociedade e aos representantes políticos que a ciência é um bem comum; que é, pode e deve ser aberta a toda a comunidade!

Atuação dos países da América Latina no Acordo de Paris

Acordo de Paris: O Planeta é de todos, porque o compromisso só de alguns?

Por que a febre amarela tem relação com a degradação ambiental?

Segundo a última divulgação do Ministério da Saúde, já são confirmados 574 casos de febre amarela no Brasil, sendo 187 mortes registradas em 91 municípios. Colômbia e Peru também estão às voltas com o problema. Mas só o Brasil teve casos confirmados de febre amarela. Por causa do avanço da doença, a Organização Mundial da Saúde reforçou o alerta para outros três países vizinhos.

O que Donald Trump tem a ver com você?

As decisões do presidente americano quanto a regulamentações ambientais de seu país, representam risco global.

Divulgação científica: a ciência precisa ter voz!

A divulgação científica representa importante elo entre os cientistas e a comunidade em geral.

backgroundbrush

background

« Econotícias »

Novidades relacionadas à sustentabilidade, conservação e políticas de manejo de recursos naturais, descritas em um tom analítico que incentiva a discussão e reflexão.

Foto

Alfonso Pineda

emailalfonso.pineda@revistabioika.org

Sou biólogo colombiano, finalizando doutorado no Brasil. Acredito que qualquer uma das áreas do conhecimento pode contribuir para a melhoria da vida dos demais, e que a educação é uma ferramenta poderosa. Além disso, acredito que o acesso a informação permite às pessoas maior protagonismo social.

Foto

Ángela Gutiérrez C

emailangela.gutierrez@revistabioika.org

De acordo com minha formação na educação pública, acredito na necessidade de fazer acessível para todos, os resultados das pesquisas científicas. O que é feito? Para que serve? Como posso contribuir? Acredito que o trabalho multidisciplinar é a chave para propor soluções que possam gerar uma sociedade justa, sustentável e igualitária.

Foto

Anielly Oliveira

emailanielly.oliveira@revistabioika.org

Bióloga por paixão, acredito que o conhecimento científico gerado na academia deve buscar meios de encontrar a sociedade. Quanto mais isso for feito, menos políticas errôneas serão adotadas pelos tomadores de decisões.

Foto

Mirtha Angulo

emailmirtha.angulo@revistabioika.org

Bióloga pela Universidade do Cauca (Colômbia). Estudante de Doutorado em Ciencias Ambientais na Universidade Estadual de Maringá (Brasil). Acredito que a socialização dos estudos ecológicos, pode nos ajudar a criar consciência da importância dos nossos recursos naturais e dessa forma garantir seu cuidado e preservação.

Foto

Oscar Pelaez

emailopelaez@revistabioika.org

Biólogo, Mestre em Ciências ambientais e Doutor em Ciências. Atua na área de pesquisas em ecologia, com ênfase em ecologia de peixes, diversidade funcional e filogenética.

Foto

Rosa Dias

emailrosa.dias@revistabioika.org

Bióloga com Doutorado em Ecologia pela Universidade Estadual de Maringá (PEA/UEM). Considero que só através da socialização do conhecimento poderemos alcançar uma sociedade mais justa. Tenho grandes e diversos sonhos! Um deles é acreditar que a educação amplia as almas e recria os horizontes; é a alavanca das mudanças sociais!

Foto

Taise Miranda Lopes

emailtaise.lopes@revistabioika.org

Sou bióloga e doutora em ciências ambientais pela Universidade Estadual de Maringá (Brasil). Acredito que o acesso ao conhecimento, seja através de políticas públicas e divulgação científica, é imprescindível para a construção de uma sociedade mais empática, justa e sustentável.

Foto

Bárbara Angélio Quirino

emailbarbara.quirino@revistabioika.org

Bióloga e mestranda em ecologia pela Universidade Estadual de Maringá. As pequenas ações individuais são primordiais, mas somente quando estendemos nosso conhecimento para outras pessoas e unimos forças é que, de fato, podemos revolucionar o mundo.

Foto

Luciana Oliveira Dos Santos

emailluciana.santos@revistabioika.org

Mestre em Psicologia pela New School for Social Research, psicóloga em constante formação, apaixonada pela Ciência das relações, estou aqui para aprender. Aprender na relação comigo mesma e o meio (natural e por nós constituído); convidando a quem possa interessar a trocar saberes e fazeres.


notifications_none Recentes


folder_special Favoritos

alarm_onNotificações


share Compartilhar expand_more